Sistema Maxi de Ensino Edição nº 41 Novembro de 2007
Capa Índice Sugestões Edições Anteriores Grupo Maxi
Capa Londrina
Maxi Cuiabá
Comportamento
Fala Jovem
Leitura
Festival Cultural
Comunidade Japonesa
Ensino Médio
Inovação
Hora do Intervalo - Londrina
Hora do Intervalo - Cuiabá
Maxi Cultura
Maxi Cidadão
Sistema
Aconteceu no Maxi - Londrina
Aconteceu no Maxi - Cuiabá
Opinião
Índice
Capa Pequena
Festival Cultural  
 
Festival Cultural - momentos inesquecíveis!
Com o tema "Ética: essa Maxi solução depende de cada um", os alunos do Colégio Maxi de Londrina deram um show de comprometimento, dedicação e empenho nos teatros, curtas-metragens e painéis.

 

"O espírito se enriquece com aquilo que recebe; o coração, com aquilo que dá". Esta célebre frase do poeta e escritor francês Victor Hugo (1802-1885) reflete o resultado da criatividade, do talento e do encantamento proporcionados pelos estudantes do Colégio Maxi durante as apresentações do Festival Cultural. Durante dois dias, alunos do Maternal à 2ª série do Ensino Médio colocaram o coração em cada troca de idéia, reunião e ensaio, promovendo o enriquecimento cultural de todo o Colégio: colegas, educadores e colaboradores.
 


A quarta edição do Festival Cultural do Colégio Maxi, realizada nos dias 5 e 6 de julho, apresentou a temática Ética: essa Maxi solução depende de cada um. O objetivo foi aprofundar e desenvolver o tema em todas as áreas, favorecer o contato com as diversas manifestações culturais e promover a integração dos alunos.
Na avaliação do Diretor-Geral do Colégio Maxi, Ubiracy D'Andrea, os resultados mostram o potencial dos alunos e a eficácia do Festival na aprendizagem: "Toda atividade coletiva, por si só, traz vivências importantes para a vida do educando, sem falar na bagagem pedagógica que o evento acrescenta. Por se tratar de um projeto cooperativo, o resultado é a maior integração e aproximação entre os alunos. Essa é a razão pela qual, depois de muitos anos, os ex-alunos do Maxi ainda se recordam dos momentos festivos e intensos vividos no Festival ou em atividades similares. Não tenho dúvidas de que este Festival tornou-se patrimônio da memória para todos que participaram dele".
D'Andrea lembra que o tema ética, apesar de ocupar a mídia com freqüência, é sempre atual e de extrema importância, especialmente no contexto sociopolítico brasileiro: "Esse assunto e todas as ações decorrentes dele devem ser aprofundados por escolas, pelas entidades e por associações como resistência ao conformismo. Não podemos ficar apáticos diante da falta de valores éticos e morais", conclui o Diretor-Geral do Maxi.

Maternal e Ensino Fundamental

Segundo a Coordenadora da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, Rejane Christine de Barros Palma, o tema gerador favoreceu o trabalho dos alunos e educadores:
 

"Envolvemos todos os educandos, incluindo as crianças do Maternal. Abordamos a ética com situações próximas à realidade de cada faixa-etária, ou seja, com assuntos do cotidiano. Do Maternal ao Nível III falamos das seis maneiras de amar a natureza. Cada turma ficou responsável por um animal – mico-leão, arara-azul, gavião-real, peixe-boi, jubarte (baleia-corcunda) e tartaruga – envolvendo diversas expressões artísticas, além dos painéis com dobradura, colagem, pintura, entre outros", explica a Coordenadora.
De 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental, foi abordada a Ética na Natureza. Os alunos expuseram trabalhos sobre reflorestamento, reciclagem, preservação dos rios, efeito estufa, além de questões comportamentais, como o direito das crianças e dos idosos e as relações humanas.
De acordo com Rejane, é possível perceber no dia-a-dia a mudança de comportamento dos alunos: "Eles percebem que a ética começa com o preservar os espaços coletivos, o dividir os brinquedos, o respeitar os colegas e a fila na cantina, o cuidar dos jardins e muito mais. Eles aprenderam que a ética começa com a mudança do próprio comportamento", conclui a Coordenadora.
Os alunos de 5ª a 8ª série do Ensino Fundamental pesquisaram e apresentaram diferentes temas sobre a ética em diversos meios: na alimentação, na mídia, na relação humana, no uso da água, no ambiente, no combate à dengue, na saúde, na política, no relacionamento social, entre outros. Temas polêmicos foram discutidos, como a pirataria, os direitos das crianças e dos adolescentes, o respeito aos idosos e a reciclagem.
Na avaliação do Coordenador do Ensino Fundamental II, Ricardo de Carvalho, os alunos foram protagonistas de momentos inesquecíveis: "Temos muito a agradecer e a elogiar a participação dos nossos alunos e dos nossos colaboradores. Com o apoio dos professores, que se dispuseram a coordenar, a esclarecer, a incentivar e a acompanhar todo o processo, eles transmitiram lições de cidadania e de ética por meio do teatro e dos painéis".Os alunos das salas de 5ª e 6ª série apresentaram o Caldeirão Cultural, em alusão ao programa Caldeirão do Huck. Já as turmas de 7ª e 8ª série fizeram apresentações teatrais de 20 minutos cada, sobre diferentes temas. Ricardo ressalta a dedicação dos professores que, diante da falta de ética na sociedade, empenharam-se em estratégias pedagógicas para mostrar a importância do tema: "A ética não pode ser uma palavra ou um conceito filosófico. Colocá-la em prática é vital para o futuro das nações e dos relacionamentos. É desafiador trabalhar este tema e provar para os jovens que não se trata de idealismo, mas algo real, vital e necessário para nossa vida", conclui.
O coordenador do Maxi destaca ainda o entusiasmo e a busca pela qualidade demonstrados pelos educandos: "A disciplina e a organização foram fatores notáveis que contribuíram para o sucesso do evento. Observei os alunos preocupados em fazer o melhor, atentos aos detalhes e buscando muita informação e orientação."

Ensino Médio

Os estudantes de 1ª e 2ª série do Ensino Médio se empenharam na produção de curtas-metragens, realizando trabalhos de excelente qualidade.
 

Os professores orientaram cada sala, auxiliando na distribuição das funções e na pesquisa dos conteúdos. Cada aluno dedicou-se ao máximo, buscando subsídios para a elaboração de dez filmes: Bullying: o diário de um excluído; Ética: a engrenagem mestra; Ética x Ética; Internética; Na onda da mídia; Plantão da Bioética; O julgamento da vida; Programa do Fô; O poder é de vocês; e Capitalismo Selvagem.
Segundo a Coordenadora do Ensino Médio, Cássia Gimenes Barcaro, o objetivo foi despertar nos alunos a análise crítica de temais atuais: "Assuntos como internet, relações interpessoais, pirataria, saúde, capitalismo, meio ambiente e outros foram amplamente debatidos. Cada curta conseguiu passar a mensagem com formatos diferentes. As produções superaram nossas expectativas. O tema gerador propiciou um show de cidadania. Houve grande envolvimento dos alunos durante as pesquisas, e o levantamento de informações foi fundamental para a qualidade dos roteiros e para a realização dos curtas-metragens".
Cássia ressalta a importância pedagógica do Festival Cultural no resgate de valores e no desenvolvimento intelectual dos alunos: "A escola tem o compromisso de estar em permanente busca por atividades que formem cidadãos cada vez mais conscientes e atuantes em nossa sociedade. No Festival, os educadores têm o desafio de administrar o interesse e a motivação dos estudantes, bem como a ansiedade deles e o volume de informações pesquisadas".
Os trabalhos do Ensino Médio no Festival foram avaliados por um júri técnico, formado por membros da Kinoarte (Instituto de Cinema e Vídeo de Londrina), além de coordenações e professores do Colégio Maxi que assistiram às apresentações e elogiaram o desempenho dos alunos e a iniciativa do Colégio em trabalhar com cinema.

De Tudo um Pouco

Além das apresentações, o Festival Cultural 2007 foi aberto pelo Grupo Chorus, com um repertório alegre e contagiante de músicas nacionais e internacionais. Houve também a exibição do grupo de Ginástica Olímpica do Colégio Maxi e a participação de integrantes do Festival de Música de Londrina. O encerramento do festival foi realizado pelos alunos do Maxi English.
Livraria Redacional fez a divulgação e a venda de livros infantis e infanto-juvenis. A Loja Ciranda esteve presente com brinquedos artesanais e CDs. Houve também a narração e a interpretação de histórias infantis, por meio do projeto Hora do Conto. Destaque para os painéis temáticos produzidos por diversas turmas e expostos no pátio do Colégio.
Manutenção e Atualização Agência Digital ICOMP®